sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Dez Razões Para não "colar" na escola!

Dez razões para não “colar” na escola !

A Mania de colar tornou-se quase universal entre nossos alunos e estudantes. Hà um consenso coletivo favorável a cola, do primário a universidade. Penso que não podemos nos acomodar a o mal nem perder a esperança de encontrar solução para os problemas. Apresento a seguir algumas razões pelas quais não se deve colar.
• 1º– por que é feio e deselegante chegar a universidade sem o gosto de estudar. Quem cola não tem amor a cultura nem senso do dever e responsabilidade pelo bem comum. Quem passa colando é uma pessoa despreparada, irresponsável e até perigosa socialmente. A cola é a ética do jeitinho e do levar vontade em tudo em nível escolar.
• 2º - por que a cola é uma mentira, isto é , apresento uma coisa como minha, mas na verdade é outrem. Estou dizendo sim para uma coisa que na verdade deveria dizer não. É próprio da inteligência tender para a verdade. A cola é uma ofensa a inteligência e a verdade. É uma das tantas corrupções já internalizadas na consciência estudantil.
• 3º - por que a cola é um roubo, apresento como o meu e como minha sabedoria aquilo que é esforço do outro. Acostumar-se a colar é acostumar-se a usar o que é dos outros. A infidelidade nas coisas pequenas prepara a infidelidade nas grandes, como: infidelidade a palavra dada, infidelidade a consciência. Não posso ter mérito nem diploma quando sei que não estudei e , por tanto não mereço credibilidade, por que não sei a matéria e o tema exigido.
• 4º - por que a cola fomenta a ”lei do menor esforço” e a preguiça. O esforço e o sacrifício são necessários para a formação de uma personalidade sadia, pois quem semeia vento colhe tempestade. Devemos nos educar para a fidelidade e não para a falsidade.
• 5º - por que a cola é um perigo social e contra o bem comum. O engenheiro que passa colando pode ser a causa do desabamento de um prédio, de uma ponte , etc. Ninguém quer ser operado por um medico que passou colando, nem aceita como advogado aquele ou aquela que foi incapaz de defender sua real ignorância colando do outro.
• 6º - por que a cola deve a o desperdício do tempo. A psicologia do colador é esta: posso diverti-me , ver televisão a vontade, jogar futebol, namorar , etc., por que na prova saberei dar um “jeitinho” . como isso se esbanja a preciosidade do tempo, consagra-se a mediocridade e justifica-se dês de cedo desonestidade.
• 7º - por que a cola aumenta a já calamitosa superficialidade e ignorância cultural. O nível de estudo e cultura só tende a diminuir e com ela aumenta a falta de cultura que é um perigo social. A cola nos desobriga a pensar. A cola é uma alienação cultural, um atraso.
• 8º - por que a filosofia da cola impede o avanço cultural do povo, favorece o analfabetismo. Pelo costume da cola , a “massa jovem” continua alienado, desligada e sem a ciência e a ciência que revolucionou um povo.
• 9º- por que a cola vem confirmar a tese dos que dizem ser a escola uma instituição alienante. A mania de colar pode ser sintoma de uma filosofia educacional decadente e falaz. É preciso rever a modalidade de avaliação de nossas escolas.
• 10º- por que o professor que incentiva aprova a cola não é um educador. Tal comportamento é desonesto e contra a ética profissional. Religiosamente falando, a cola é um pecado de mentira, preguiça, roubo , e irresponsabilidade !

Fonte: Dom Orlando Brandes. Bispo de Joinville- SC.

Um comentário:

Carlos Henrique Leda disse...

Fantástico o texto, felizmente posso falar sem o peso na consciência de ter feito isso em minha vida.
Desde pequeno preferia me 'ferrar', ou seja, estudar e me esforçar muito caso tivesse alguma matéria onde eu não ia bem, do que colar.

O quinto argumento é um que falo muito, mas parecem que as pessoas acham que isso não tem nada a ver. Que pena.

Gostei do blog, vi que tem conteúdo. Colocarei no meu para sempre lembrar-me me visita-lo.

Parabéns